Cansei. Isso mesmo cansei, e disse isso mil vezes só esse mês. Eu canso, mas não abro mão, choro, mas não desisto. Pude compreender então que não importa quantas vezes eu queira deixar pra lá, se eu ainda insisto é porque amo, amo o suficiente pra ficar extremamente cansada e não desistir.


Dois versos.  (via trovejo)

Todos nós temos nosso dias de acordar com o pé esquerdo.


Quem é você, Alasca?   (via rehashh)

E eu te conto um segredo, baixinho: não há ninguém como você. Nem no meu passado, nem no meu futuro. Você conseguiu calar todos os meus traumas e medos. Todo o passado, agora, é só uma lembrança embaçada e sem graça de uma vida pré-você. Todos os fantasmas foram embora. Toda a complicação deu espaço pra essa coisa boba de ser feliz por nada. E não existe alguém comparado à você, amor. E não vai existir, disso eu tenho certeza. É só você. Você, que tratou de ocupar todos os espaços que estavam faltando na minha vida. Que me fez querer ser uma pessoa melhor. Que me faz sorrir sozinha por imaginar como tudo ficou tão simples desde que você chegou.


Iolanda Valentim  (via n-o-v-o-h-e-r-o-i)

A pessoa diz “ja volto” e volta só em 2018.


Uns amam, uns dizem que amam, uns pensam que amam. E outros só querem ser amados.


Géss Ferreira.   (via alentador)

Se for pra ser, será. Independentemente da quantidade de vírgulas, pontos e parágrafos.


Desconhecido.  (via alentador)

depois de tanto tempo tu olha pra trás e vê quantas pessoas te deixaram enquanto falavam que jamais iriam sair do teu lado


Não me agrada disputar atenção. Eu sempre vou ser a pessoa que perde, entende? A pessoa deixada, substituída, desinteressante. Não, isso não é complexo, não: é estatística. Tenho vida afora muitas provas disso e não reclamo, não interprete isso como uma reclamação. Apenas quero contar que jogo a toalha antes de entrar no ringue, por assim dizer. Jogo o meu corpo para o lado por conta própria antes de levar o soco e precisar de maca, remédios e recuperação. Já nem entro mais nas disputas; eu perdi o ar de tanto tentar.


Camila Costa.  (via autorias)

Minha vida parece um ônibus
as pessoas entram e saem
e eu só tenho que seguir.


Até o ponto final (via poesarei)

49
Reblog